Microconto #564

No quarto do hotel a luz foi apagada e a cortina aberta. A vista pro mar daria ótimas férias, se o emprego dela não fosse o de arrumadeira.

Microconto #563

O mundo em involução,
deixou Deus sem saber o que fazer,
quando no último dia,
os céus e a Terra deixaram de existir.

Microconto #562

A dupla personalidade não o deixava terminar a biografia.
Um escrevia. O outro apagava.

Microconto #561

Sentou no banco a beira mar. Pensou na velha história de abandonar tudo e vender coco na praia. Justo o sonho mais difícil de realizar. No céu, a fila de pedidos tá enorme.
Do outro lado do calçadão, seu Flávio pensa em largar a barraca e morar na cidade. Mas não acha ninguém pra trocar. Tá todo mundo acomodado na fila do coco, fazendo nada pra mudar.

Microconto #560

Encontrei no velho baú,
roupas órfãs do meu cheiro.

Microconto #559

Na premiação do homem mais impaciente do mundo ninguém esperou o resultado.

Microconto #558

No asilo, os velhinhos só falavam do passado.

Microconto #557

A insônia foi consumindo, um a um, todos os sonhos.