Microconto #439

Ganhava panetones no natal, ovos na páscoa e presentes no aniversário.
Mas o que ele mais queria era alguém no dia das mães.

Microconto #438

No espelho, a troca reflexiva de olhares comigo mesmo, às vezes, mas só às vezes, fazia-me ver o quão podre eu era também por dentro.

Microconto #437

A melhor forma de não pensar mais nos problemas foi ocupar a cabeça com chumbo.

Microconto #436

Com o curso de enfermagem, salvou a vida do pai que sempre quis um filho advogado.

Microconto #435

Ele mentiu que era engenheiro, ela mentiu que era casada.
O destino bem que tentou, mas não teve jeito.

Microconto #434

O choro do bebê vem de longe. Bem devagar. Aos poucos. Até acordar o pai.
É a quarta vez na mesma noite. Sem falar das outras vezes nos últimos dias.
Ele não aguenta mais. Levanta, vai até o berço e resolve o problema.

Microconto #433

Prestou os primeiros e últimos socorros.

Microconto #432

Sozinho em casa, personifico objetos seus.
Falo com botas, ouço retratos e acarinho roupas vazias.