Não me falta nada

Meu príncipe não tem cavalo branco.
Meu príncipe não tem castelo, não tem coroa, nem cetro.
Não tem dinheiro. Não fala formal. Nunca pagou caro em roupa nenhuma. Nunca viajou o mundo. Ninguém traz o que ele pede.
Meu príncipe não tem o cabelo tratado. Não sabe o que é pele hidratada. Meu príncipe jamais subiu em carruagem. Nunca encostou no dourado. Nem pisou no mármore.
Meu príncipe nunca me deu um Taj Mahal. Meu príncipe jamais encostou em uma joia. Nem olhou pruma pérola. Não sabe a cor da esmeralda.
Meu príncipe não chega com cornetas. Nunca andou com segurança. Não sabe cortejar.
Meu príncipe não tem nada. Falta emprego. Falta estudo. Falta higiene. Falta dinheiro. Falta sonhos. Falta objetivos. Falta chinelo. Meu príncipe perdeu o chinelo. Meu príncipe é incompleto dos pés a cabeça.

E mesmo assim me completa como um rei.

Mulholland Drive

o corpo é carro
rodando pela vida
amorosa
esburacada.
a mente guia
com destino fixo
enquanto mente
qualquer nome numa placa
qualquer.
espera o próximo quilômetro
paisagem que não muda.
ao longe dois pontos verdes
na cara da mudança
sinalização nova de rumo
à frente
o coração assume a direção
agora quer dirigir.
sou amante desgovernado.
o amor é estrada
recapeada.
não sei ainda pra onde ir
acelero com tudo
mesmo sem nada.

O som do amor

O pai, o avô e o tio são policiais.
Uma família inteira de militares.
A criança pega em casa o que não devia.
Leva pra escola o objeto escondido.
Tira da mochila no meio da aula.
Aponta pra professora e diz:
Hoje cê morre de amor por mim.
Quando a diretora liga pra avisar.
A mãe não acredita no que o filho fez.
Roubou a caixinha de música da vovó.