Microconto #438

No espelho, a troca reflexiva de olhares comigo mesmo, às vezes, mas só às vezes, fazia-me ver o quão podre eu era também por dentro.

Nenhum comentário: