Mulholland Drive

o corpo é carro
rodando pela vida
amorosa
esburacada.
a mente guia
com destino fixo
enquanto mente
qualquer nome numa placa
qualquer.
espera o próximo quilômetro
paisagem que não muda.
ao longe dois pontos verdes
na cara da mudança
sinalização nova de rumo
à frente
o coração assume a direção
agora quer dirigir.
sou amante desgovernado.
o amor é estrada
recapeada.
não sei ainda pra onde ir
acelero com tudo
mesmo sem nada.

Nenhum comentário: