Microconto #464

O carinho, inato.
O calor, interno.
O frio, pretexto
e a paixão, renovável.
Estávamos nós,
a Eiffel
e mais nada pra dizer.

5 comentários:

renata carneiro disse...

renovar é mesmo uma coisa incrível, você não acha?
é que ele proporciona possibilidades.

Felipe Carriço disse...

A torre segurando vela. Rs!

Dolce Vita disse...

Cenário perfeito para uma síntese incrível.

Angela disse...

A Torre é difícil de ser ignorada, não?

Rafael oliveira disse...

sensacional, nos leva a uma cena romântica ambientada na cidade luz de Paris, e como ignorar a Eiffel? parabéns