Microconto #474

Depois de muito tempo fora, a única manifestação de saudade foi o balanço de um rabo canino, não correspondido.

Microconto #473

Na fila há muito tempo, esperando sua vez, o homem pensa - Senhor, por que já não nascemos com dois corações?

Microconto #472

Revirando o porão, Seu Felipe resmunga baixinho, como pode caber tanta saudade dentro dessas caixinhas de brinquedo?

Microconto #471

Na frente da tevê, Carlos assiste ao noticiário na companhia do seu novo estado civil.

Microconto #470

Vovô morreu por falta de memória.
Um dia, assim, sem mais nem menos, ele esqueceu de respirar.

Microconto #469

Chove; pela janela entra um cheiro doce e fresco de saudade. A coberta está mais vazia hoje. Ainda acho que a música do dia podia ser você.

A vida imitando a arte imitando a vida

Fernanda perde um tempo procurando a chave do carro. Vão chegar atrasados no jantar. A viagem inteira Fernanda pensa no noivado. Acha até que o casamento pode sair ano que vem.
Felipe tá estranho hoje, percebeu na hora que ele chegou do trabalho. Sabe que tem um projeto novo pra entregar, deve ser isso que tá incomodando. E ficar falando do trabalho só vai piorar. Felipe mudou de emprego recentemente, foi trabalhar no mesmo escritório de arquitetura da Célia, a amiga que estão indo visitar. Célia é casada com Frank, um inglês naturalizado. Se conhecem desde a faculdade.
Quando chegam, Frank está mais feliz que Célia, dá pra ver na cara dela, parece impaciente. Entram e se cumprimentam como toda cerimônia social padrão. Fernanda acompanha Célia até a cozinha pra acertar os preparativos.
Durante o jantar, depois de algumas taças de vinho, é engraçado como o assunto passa do carro novo que o Felipe comprou, pro último filme que a Fernanda assistiu.
O que Fernanda achou mais legal foi como o diretor segurou uma hora e meia num único assunto. O filme acompanha uma noite na vida de um casal que está indo jantar na casa de dois amigos. Acontece que o homem do primeiro casal tem uma relação escondida com a mulher do outro casal. Tudo começou depois que ele entrou pra trabalhar no mesmo lugar que ela. E o jantar foi marcado para que eles colocassem na mesa toda a história que estava acontecendo. Não dava mais para suportar a situação. O casal troca olhares em segredo durante todo o jantar. Os diálogos são ótimos. Mas aí, a mulher traída acaba entrando num assunto sobre um conto que tinha lido recentemente. O papo desvirtua, o foco muda e no fim, ninguém fala nada.
Corta. A cena volta pra sala de jantar. Fernanda termina de contar o filme. A mesa segue calada. Felipe olha pra Célia. Tudo escurece. Os créditos sobem.