Microconto #533

Abraçada ao filho, chorou até não ter mais lágrimas.
Os olhos secaram depois de um tempo, assim como o remorso do assassinato.

2 comentários:

Rafael Nascimento dos Santos disse...

fico impressionado com a capacidade que um texto em sua simpliscidade pode fazer com a mente de quem tem uma grande imaginação.
ao ler este pequeno texto, me veio a imagem da mulher em prantos, gritando ao mundo, mostrando a dor da perda.
triste nao.
é extraordinario a dor. e ficaria melhor a sensação de perda se junto a ela uma chuva lhe acompanha-se como se lhe abraçasse tentanto lhe confortar ou mesmo chorar jjunto a ela.

muito bom o texto.

parabenssssss.

literaturaearte0809.blogspot.com
@ns_rafael

Tiago Moralles disse...

Gosto da capacidade das pessoas em imaginar.
Valeu Rafa.
Microabraços.