Microconto #561

Sentou no banco a beira mar. Pensou na velha história de abandonar tudo e vender coco na praia. Justo o sonho mais difícil de realizar. No céu, a fila de pedidos tá enorme.
Do outro lado do calçadão, seu Flávio pensa em largar a barraca e morar na cidade. Mas não acha ninguém pra trocar. Tá todo mundo acomodado na fila do coco, fazendo nada pra mudar.