Microconto #641

A Solidariedade vem andando pela rua. Cruza o caminho inteiro com Frios, Ventos e Neves. Não cumprimenta nenhum deles. Atravessa no farol vermelho enquanto uma Pressa buzina de dentro do carro. Uma Raiva reclama do barulho da cidade e uma Impaciência que passa ao lado na mesma hora concorda com um aceno de cabeça. A Solidariedade continua seu caminho. Na porta de uma loja de grife, uma linda Sedução dá bom dia, meio que convidando pra entrar. No fim da rua, pode-se ver uma Fome sentada, balançando uma caneca cheia de Ajudas, aquecida apenas por uma fina camada de Dó. A Solidariedade se aproxima. O barulho da Fome é cada vez maior. A Solidariedade passa direto, ignora a caneca, vira a esquina e morre.

Nenhum comentário: