Querida poesia,

Espero te tratar bem.
Espero te dar um pouco de cor.

Não.
Minto.
Espero te dar muita cor e muitos detalhes.
Espero que você possa sentir os cheiros
que não senti
e saiba escrever isso
de um jeito que ninguém jamais viu.
Espero que aprenda novos nomes
pras velhas coisas.
Porque o de sempre
vai continuar o de sempre
pra sempre
se você não arriscar.
Espero que você nasça
cada vez mais
de amor
e cada vez menos
de dor.
Que você saia do peito
mas
que seja ansiosa no voltar.
Espero ainda
que o mundo não te entenda.
Já me explico.
Entender é pra duvidosos.
Quem ama tem certeza.
Por isso repito,
o mundo não precisa te entender
o mundo precisa te sentir.
No que depender de mim
vou fazer de tudo
e isso inclui não fazer nada
até porque
o silêncio
é também uma forma poderosa de falar.
Ainda é cedo pra dizer
eu sei
mas você não tá sendo feita pra mim.
Tá sendo feita pra alguém.
E só espero que
quando chegar o dia
você cuide dela
tão bem
quanto cuidei de você.

Com carinho,
Tiago.

Nenhum comentário: