coração ambulante

acordo na grama com o policial
me chamando pro céu
o uniforme cheira cansaço.
o sol é mais quente que sua coberta
já pensou numa coisa dessas?
levanto ainda sonhando
com o dia que a gente se conheceu.
tem um adesivo na placa da rua
tem um e.t. em cima de um pedestre
será que os animais acham que aviões vieram
do espaço?
já passei em frente de casa três vezes
não entro em lugar vazio
prometi pra mim mesmo
não sei como ainda tô no meu coração.
carrego a mala cheia
o peso das pessoas que passam
na vida da gente
não se compara ao peso da gente na vida
das pessoas.
meu reflexo no vidro da cafeteria segue
pro lado contrário.
tem gente descendo a escada rolante do metrô
eu taria subindo
voltando pra casa
pra te achar
maldito reflexo da mentirosa cafeteria
meu mundo não vai pra frente
nem quando vai pra frente.

Nenhum comentário: