Microconto #180

As primeiras gotas vermelhas caíram, desmonocromatizando a calma cidadezinha cinza.

20 comentários:

Natalya Nunes disse...

E depois ainda dizem que as cores dão vida às coisas.
Tsc Tsc Tsc.

Ti, como sempre, muito bom!

Beijos e ótimo dia pra vc! (:

Estefani disse...

Realmente os dias não são apenas compostos de cores únicas ou diversas cores, e sim com algumas gotas que fazem a diferença e trazem mudanças.

Fernando Segredo disse...

Cinza... são paulo...

Diu Mota disse...

Melhor bege do que vermelho, então.

Victor Carvalho disse...

Antes isso que uma vida apagada.

Tiago Moralles disse...

Cada um colorindo sua cidade de acordo com fobias e receios.

Renata de Aragão Lopes disse...

Neste caso,
um mal sinal...

renata carneiro disse...

vermelho é sempre tão vibrante. minha preferida!

beijo.

Luciana Marinho disse...

cabem tantas coisas nesse vermelho..

Barbara C disse...

Tambem gosto do vermelho ,ams não esse ,não é um vermelho agradavel.

Daiana Costa disse...

Antes isso que uma vida apagada.(2) Ou não, pois a tal cidadezinha deve ser acostumada a rotina que vive.

Silvia disse...

Não é apologia,mas eita cidadizinha atrasada,isso é tão 140 a.C!!!

Tiago Moralles disse...

Sabia que o vermelho ia fazer sucesso hehe.

Bruno Philipppsen disse...

Muito bonito isso! Belíssima imagem!

Talita Prates disse...

curti o verbo!
(em especial. mas tá todo bom)
bjo.

Tiago Moralles disse...

Gerundiando a história.

Felipe A. Carriço disse...

Era dia do caprichoso.

Camila de Souza disse...

Ti, descrevi uma cidade vermelha na minha última crônica e só agora li seu microconto.

Sincronicidade literária?

Beijo

Tiago Moralles disse...

Diria mais: deliciosa sincronicidade literária.

-blyef disse...

e assim ocorreu o primeiro assassinato na pacata cidade