Microconto #485

Levava na barriga, uma xícara de café, duas bolachas água e sal e um punhado de esperança.

3 comentários:

Angela disse...

Na mesma hora me ocorreu: estava grávida! será?
podia ser um ele também... o que importa era levar a esperança!
seus contos andam tão positivos e belos...

Tiago Moralles disse...

Brigado Angela.
Bom ler isso.

Taíssi Alessandra disse...

É tudo o que costumo levar, de manhã, ao sair de casa.