iminências

tem um mendigo deitado perto da entrada do metrô. ele tá coberto com restos de um cartaz das manifestações de ontem. da outra vez que a gente veio não tava tão frio. e não tinha protesto também. santiago mudou muito desde a última vez que estivemos aqui. pra falar a verdade, o mundo mudou bastante desde quando a gente chegou. tudo anda tão sensível e inflamado. a gente olha pras pessoas na rua e vê uma briga iminente, um desemprego iminente, um assassinato iminente, uma ofensa iminente. é ruim ter que viver cheio de dedos, sendo que a gente nem tem tanta coisa pra segurar ultimamente. nessa hora você pega minha mão. somos só nós dois andando pelas ruas geladas num domingo de manhã. santiago deve tá olhando pra gente agora e pensando, eles mudaram tanto desde a última vez.

Nenhum comentário: