Microconto #327

A madrugada escondia segredos precoces, violentos e mortais.
E fazia questão de contar só pra quem não queria ouvir.

9 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Que medo!!!

Carol Mioni disse...

Vai ver é por isso que não ouço... porque quero ouvir...

Hugo de Oliveira disse...

É por isso que gosto das madrugadas.

Gabriela Marques. disse...

A madrugada é o momento das consciências pesadas não conseguirem dormir.

Muito bom!

Pedro disse...

Qualquer hora dessas a madrugada fica muda.

Lúu Almeida disse...

Ou queria? hehe'

Flores!

Daniela Valente disse...

adorei esse!
abraços.

Tiago Moralles disse...

Perigos.

Laura K. disse...

Pra mim a madrugada é muda. E o perido está justamente nesse silêncio imenso.