Microconto #336

Senti.
E tenho certeza que ela também sentiu.
Estávamos só nós dois no elevador.

13 comentários:

Tatá R. da S. disse...

Pega ele ali mesmo!!!
Hahaha.
=*

dizcorra disse...

HAhaha!

Vergonha?

ou o cheiro de um Peido Sem-Vergonha?

AbraçO!

Ju Fuzetto disse...

Me lembrou essa canção de Ana Carolina...

"E subo bem alto
Pra gritar que é amor
Eu vou de escada
Pra elevar a dor"

Luana Almeida disse...

Mais e mais você e suas coisas com varias interpretações. Adoro isso, adoro você.

Flores!

Tiago Moralles disse...

Brigado pelo carinho Lu.

Renata de Aragão Lopes disse...

Que infinidade
de sensações possíveis...

Beijo,
Doce de Lira

Raphael Rodrigues disse...

...o sentimento foi rápido como uma subida de elevador do 1º ao 2º andar ou demorado como a subida do térreo para 22º...

Tiago Moralles disse...

Gosto da intenção das pessoas tentando imaginar um sentimento, quando tudo, na verdade, pode não ter passado de um pum.

C.Antonholi disse...

verdade...no elevador não tem como escapar.

Gabi disse...

A-D-O-R-E-I!!!!
Em qualquer sentido!!!
hahahaha

jair e. disse...

Ainda bem que a internet não tem cheiro. Ainda.

Cris R. disse...

que bonitinho!!

Pedro Hutsch Balboni disse...

Hahaha, lugar comum, primeiro romântico, e depois convertido para lugar comum cômico. Muito bom!