Microconto #364

Deitou na grama à procura de algum animal nas nuvens, que provavelmente fora extinto junto com sua imaginação infantil.

6 comentários:

Renata de Aragão Lopes disse...

Ameaça ao ecossistema poético...

Leo disse...

Coisa de vagabundo e maconheiro.

Sakana-san disse...

Eu via cada bicho, juro... E não tomava çido junto com o Quick de morango (que acho que por si só já é uma droga).

ana. disse...

Animais?
A onda agora é robô.

Laura K. disse...

É de quando procuramos, procuramos, procuramos e não encontramos nada que possa nos alegrar pelo menos por alguns poucos segundos...

Cynthia Osório disse...

crescer é cortante!
Esse micro causou!Massa!