Microconto #384

Não se importava de tomar a mesma sopa e nem de dormir sozinho toda noite. A única coisa que odiava era morar na rua.

7 comentários:

Lija disse...

Puts! Esse ficou MUITO BOM!
Eu realmente me surpreendi com o final.
;*

Vinícius F. Magalhães disse...

A monocórdia mesmice, mas o triste fado.

Ju Fuzetto disse...

Nem sempre a lua faz companhia.

Laura K. disse...

Uma triste realidade e talvez sem solução rápida...

HÉLIO SENA disse...

Bravo, Tiago! Seus contos estão cada vez melhores!

Tiago Moralles disse...

Brigado a todos.
Grande abraço Hélio.

Renata de Aragão Lopes disse...

Excelente [o microconto].
Dramática [a realidade].

Há quem se importe
com quem dorme na rua?