Microconto #122

Com residência fixa, resolvi me perguntar - quem será que mora hoje nos corações vazios que deixamos pra trás ao longo da vida?

16 comentários:

Felipe A. Carriço disse...

Geralmente, carros de segundo dono ficam desvalorizados.
Esse é o preço de se deixar dirigir por muitas mãos ao longo dessa estrada.

Caputino Quaresma disse...

boa pergunta.

Iasnara disse...

o vazio é espaçoso e egoísta.

disse...

Mora a saudade, Ti...

Tiago F. Moralles disse...

Algumas dúvidas e certezas do vazio.

Nayara Diniz disse...

Uma doce lembrança e a dúvida do “e se?”.

Marcela disse...

As suas visitas sempre me deixam feliz e hoje, lendo você aqui, fiquei me perguntando por que teimo em achar que meu coração está sempre metade vazio, mesmo quando ele está metade cheio.
Sempre encontro coisas brilhantes aqui.
Beijos!

Tiago F. Moralles disse...

Eu que fico feliz com sua visita Má. Metade cheio já um lado bem otimista. Mas mesmo assim tenho medo dos "se's" como disse a Náh.

Lelli Ramz disse...

A perca no auge, faz com q eu fique eternizada em tds eles..

bjinhus, microcontos e amores


Lelli

Silvia disse...

Cada pessoa que passa em nossa vida,passa sozinha,é porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra!Cada pessoa que passa em nossa vida passa sozinha e não nos deixa só porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós.

Chaplin

Um copo pode estar meio cheio ou meio vazio,depende do ponto de vista,acho que é por ai!!!rs

Tiago F. Moralles disse...

Obrigado por aparecer por aqui Lelli.
Microbeijos.
_

Sil, comparar com Chaplin é sacanagem hehehe.
Mas bem lembrada a passagem, gosto bastante.

Gessica Borges disse...

Raridade alguém parar pra pensar nisso.. haha

Arnaldo disse...

Ai... Hj estou sensível demais. E agora esse micro aí. hmmmm.

Rai.~ disse...

E quando deixamos pra trás corações ainda habitados?

Tiago F. Moralles disse...

Aí doi mesmo.

Pedro Hutsch Balboni disse...

uau. bom.