Microconto #295

Depois que ela morreu foi fácil confessar o adultério.
O difícil foi explicar quando ela voltou pra tirar satisfação.

8 comentários:

Ju Fuzetto disse...

A consciência cria pesadelos...

Bom findi Ti. beijinho

Dan disse...

ehehe. assombrado!

Renata de Aragão Lopes disse...

Bem feito!

Quem trai deve confessar e arcar com as conseqûências.

Sinceridade é fundamental!

Beijo,
Doce de Lira

Roscele Melo disse...

É automático. Podemos até criar enganos, mas o inconsciente sempre "sabe", bem no fundo.
Gostei dos seus microcontos. Diz muito com pouco. Prefiro assim.

Tiago Moralles disse...

Os fantasmas da consciência.
Brigado pelo visita Roscele.

gibin, thais disse...

hahahahahahaha
adorei!

Iara Moura disse...

"Esta consciência, que faz de todos nós covardes"

Tiago Moralles disse...

Tragicômico.