Microconto #251

O sinal da escola tocou, a multidão correu e ninguém viu que na sala 204, o professor ainda abusava da Flavinha.

21 comentários:

Felipe Carriço disse...

Ou viu e não ligou. A educação está cada dia pior.

Lila disse...

...e a Flavinha continuava se achando culpada !
Voltando.....bj.

Casa de Mariah disse...

e que a Flavianha estava adorando!

Tiago Moralles disse...

Visões contrárias da pequena Flavinha. Isso é bom.
_

Lila, você sempre esteve aqui ;)

Renata de Aragão Lopes disse...

Por que sempre faltam testemunhas?

Nayara Diniz disse...

Só para contar que Penates continua sendo leitura!

Beijos
Nay <3

Tiago Moralles disse...

Tão bom te ver por aqui dona Nana.
Saudade off-line também.

Gordinha disse...

Espera aí! E se fosse aula de biologia? Vai ver ele ensinava anatomia à pobre Flavinha.

Bjos!
=D

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

conto curto, conto bem escrito

C.Antonholi disse...

Abuso - não está escrito que era sexual.

O professor apenas pediu para a Flavinha escrever um texto enorme no quadro negro (existe isso ainda?) gente!

abs Tiagão...

Barbara C disse...

Prefiro não opinar sobre o caso, assim como os alunos fizeram.


hehe


bEIJOS

Tiago Moralles disse...

Flavinha e suas facetas.
Microabraços pessoas.

O CORPO disse...

Escreva um microconto sobre os devotees,
pessoas que sentem atração por deficientes físicos.
Abraço.

Rodrigues, K. disse...

Estava todo mundo cego, ninguém quis ver a Flavinha.

Ju Fuzetto disse...

Há quem diga que Flavinha era muda...rsrsrs

Adorei teu canto, boa semana!! beijo

Tiago Moralles disse...

Obrigado pela visita Ju.
_

Kah, lembranças ecolares hehe.
_

Edu, anotado aqui, vou pensar nisso.
Microabraços.

Cαmilα ♥ disse...

E há Flavinhas que abusam dos professores.

Edu O. disse...

Que surpresa boa nessa manhã. Obrigado por tua visita ao meu blog e fico aguardando o microconto devotee. abçs

Luciano disse...

Para a sorte do professor...
Sempre bom voltar aqui, Tiago.
Abraço de arte, meu velho.

Bárbara Guimarães disse...

tensão.

Gabi Ramos disse...

Dá vontade de saber mais da flavinha e do professor e da escola e das pessoas da escola...