Perco o dinheiro, mas não perco a piada

Essa indecisão, um tanto quanto sexual do Supremo Tribunal Federal, em liberar ou não liberar, as sátiras e manifestações de humor contra politicos durante as eleições, não é o principal dos problemas.

A passeata do Humor Sem Censura que os humoristas fizeram no Rio de Janeiro, e que reuniu mais de 600 pessoas entre elas grandes nomes do humor (atual), também não é o principal dos problemas.

Nem humor, nem governo. O principal problema está na população.

Enquanto tivermos pessoas extremamente interessadas em resolver o futuro do seu próprio umbigo, teremos candidatos carnavalescos a divertir épocas eleitorais.

Enquanto tivermos pessoas interessadas em fazer valer seu direito de vir e ir tomar no cu, teremos lavagens, extorções, subornos e desvios, do seu e do meu imposto, idiota.

Enquanto tivermos pessoas super afim de exercer seu espaço como cidadão de merda, teremos mais votos nulos e brancos na urna, fazendo com que os candidatos da frente, continuem a frente.

Não tenho nada contra piadas políticas. Só acho que, fora os risos, deveria haver um pouco mais de atitude da população.

15 comentários:

Vivian disse...

...não por alienação, e sim por opção,
vou ficar de fora deste embroglio
que sempre dará em nada até que
não tenhamos seriedade com a
cultura de um povo que vai eleger
Tiririca, Tati Quebra Barraco,
Maguila, e os cambáu...

bj, querido!

Tiago Moralles disse...

Se não é por alienação já é mais válido Vi.
Microbeijo querida.

Gordinha disse...

Pesquisei sobre o voto nulo, e digo: Cansei de ser enganada!
Em um pais que só tem 20 e poucos anos de democracia, já tá nesse esculacho! Imagina no futuro? Não voto mais nulo, mas ao votar me sinto dando um tiro no escuro!

Bjs!
=D

Tatá R. da S. disse...

Pois é, houve a passeata do humor sem censura, mas pq não há protestos contra um governo ruim?
O problema também são os péssimos candidatos. Pode parecer conformismo, mas não é, me sinto de mãos atadas, sem opção quando vejo os candidatos em que posso votar. O voto nulo me parece uma ótima opção nesse momento.
Teria que haver alguma reforma nessa área, não acredito mais em quem está no poder e realmente acredito que uma maçã boa no meio de um pomar contaminado, acaba se contaminando também.
Adorei o texto.
=**

Renata de Aragão Lopes disse...

Gostei do desabafo, Tiago!
Compartilho de sua indignação.

Sabe o que não me sai da cabeça:
por que, regra geral,
apenas os corruptíveis
se candidatam?

Por que os cidadãos "de bem"
se esquivam, por completo,
da política?

Beijo,
Doce de Lira

Tiago Moralles disse...

Gordinha, Tatá e Rê, obrigadol vocês por compartilharem o desabafo.
Acho importante essas discussões.

Diu Mota disse...

Enquanto existir...haverá sempre.A mudança está em mim, em você, na postura, ética e valores que adquirimos. A cultura do "eu mais e mais e você menos e nada" se aprende desde criança no berço de uma família sem estrutura e confusa, e com o coleguinha da sala de aula. Ou seja, procriar é fácil, quero ver é cuidar!

inté

Erica Ferro disse...

"Não tenho nada contra piadas políticas. Só acho que, fora os risos, deveria haver um pouco mais de atitude da população."

De acordo, de acordo.

=*

tamara furlan disse...

a população só sabe reclamar, mas na hora de tomar atitudes elas colocam um pé atraz. talvez seja isso que falta no mundo, atitude.

Felipe Carriço disse...

É véro.

Piada é achar graça da própria desgraça.

Tiago Moralles disse...

Prefiro ser ranzinza a ser estúpido.
Obrigado a todos.

Ira Buscacio disse...

bravo,Tiago!

é um círculo vicioso.
políticos querem um povo ignorante, pois tornam-se presas fáceis.
o povo acomoda-se na ingorância e elege manipuladores.
Precisamos discutir política, sim!
precisamos de escolaridade, sim!
e como vc disse: ATITUDE, SIM!
Bjinho

Brian disse...

A Piada tem que fazer parte do processo/progresso, da população, de humilhar aos candidatos corruptos, e não sermos a piada dos mesmos.
Piadas já! (Mas com finalidade!)
Abaixo o humor no congresso, chega de sermos ridicularizados! vamos ridicularizá-los.
Humilhem-os!

Kátia disse...

PQP! Apoiadásso! Concordo com tudo o que você disse. As pessoas deveriam se preocupar mais em quem colocam para dirigir o nosso país. Acho que não deveriam existir votos em branco, afinal torna-se injusto o que deveria ser democrático.

Grande beijo!

Barbara C disse...

Concordo contigo.
Mas o negocio é como educar a população? Não dá para entender como continuam a agir igual, mesmo depois de tantas corrupçoes e erros.

é uma palhaçada mesmo!

Beijos