Microconto #105

A arma mais forte para sobreviver na guerra eram as cartas da mulher, marcadas de lágrimas.

6 comentários:

Iasnara disse...

sempre acreditei no teu romantismo.

:D

Tiago F. Moralles disse...

Eu não hahaha.

Gessica Borges disse...

Lágrimas? De qual deles?
Se for as da fêmea o nível de dramaticidade é maximizado, junto com o microamor.

Viajei.

HAHA.

Mudei a campainha de SMS do meu celular para a música do Darth Vader, pra combinar com o suspense, Uuuuuuu!! ;)

Tiago F. Moralles disse...

Um sentido dual, viu só, depende do romantismo do seu coração.

Diu Mota disse...

Acharei tempo para seguir. Sinta-se convidado.

Tiago F. Moralles disse...

Olha que eu sou espaçoso e abro a geladeira sem pedir hehe.