Microconto #137

Quando acordou e viu que o sol não estava lá, descobriu que era o início de uma grande insônia.

21 comentários:

Natalya Nunes disse...

'...Então, caminhou até a cozinha, onde, como sempre ela estava lá: a garrafa de café.'

************************************
Dormir é para os fracos...rs

Luciane disse...

ler teus microcontos me fez ter vontade de escrever mais. Muito bons! Obrigada!

Tiago F. Moralles disse...

Manda lá Naty, e assim se constroi histórias.
_

Lu, como disse uma amiga, os microcontos são o fast food da literatura.

Felipe A. Carriço disse...

Legal do teu blog é que os comentários completam as idéias, e somos obrigados pela curiosidade a ler todos!
Bom, volto aqui de madrugada pra ler as réplicas... não faço nada de madrugada mesmo.

Abraços

carol rivello disse...

Adorei o microconto :)

Lelli Ramz disse...

Olá Ti...

e assim estamos nós acordados pela madrugada... sonhando e sorrindo!

bjinhus, noites e insonias

Lelli

Tiago F. Moralles disse...

Lineuzinho, Carol e Lelli, voltem de madrugada, quem sabe a gente não produz mais alguma coisa.

Mauro Paz disse...

Sem comentários. Abs.

Iasnara disse...

quando acordar, comento.

Marco Cardoso disse...

pior é quando este inicio não tem fim.

Felipe Moraes disse...

Valeu pelo comentário lá no Imprevisível.

E adorei essa tua idéia dos microcontos! Já vou botar o blog na minha listinha de favoritos.

Abraço,

Felipe Moraes

Silvia disse...

Uhuuuu \o/ adorei o coment da Natalya.
O pior é virar de um lado pro outro,levantar tomar um café,ler o Penates e uns 400 mil sites,na tv uma "vasta" opção,filmes repetidos,leilão pecuário e afins e quando noto lá está o sol,ele sempre vem,e o sono nada!

Tiago F. Moralles disse...

Mais 5 na listinha do insones.

Rafaela Andrade disse...

Hum... isso é inspiração no Globo Repórter ou apenas descontração de internet?
Eu estou visitando meus amigos abandonados e mais uns novos dormindo sob o teclado.... zzz...zz..z
Bo...zzzz...a noi...zzzz...te

Rafaela Andrade disse...

Ps. Vou adicioná-lo no www.apenasumponto.blogspot.com, mas fica o convite para visitar o www.apenasumpontoesportivo.blogspot.com

Renata de Aragão Lopes disse...

E isso dá um desespero... (risos)
Beijo!

César Mengozzi disse...

Poxa, agora que eu tenho filho eu poderia adaptar seu microconto da seguinte maneira

Acordou com o choro do bebe. Trocou a fralda, deu de mamar e o bebê continuou a chorar. Percebeu que era o início de uma ENORME noite. ehehhehe

grande abraço.

Tiago F. Moralles disse...

Rafa, visitado. E vê se não dorme mais nos comentários.
_

Rê, não tanto quanto o do César hehe.

Clarinhaaa disse...

A madrugada pode revelar muitas coisas.
Quando isso acontece por aqui, costumo ir para a área externa da minha casa, sentir o vento e fechar os olhos... Ali mesmo, em pé. Ouvir os sons da madrugada muito me agrada... Os pássaros, corujas, carros, a casa do vizinho e suas purezas!

Já tentou fazer isso alguma vez?
vai uma dica!
beijos
9primeira vez por aqui e já adorei, pode isso?)

Tiago F. Moralles disse...

Ah, vou provar da sua dica.
E volte para compartilhar outras.
Microbeijo.

José Eduardo Lopes disse...

E o "dinossauro", estava lá?

;)