16h - Capítulo 3/5

No relógio a badalada marcava a hora certa.
Na boca, o último suspiro marcava a errada.

9 comentários:

Fernando Segredo disse...

Sinais de um crime?

BOMBA H disse...

Relógios sempre marcam as horas erradas.

Renata Levy disse...

Pessimo dia para dizer adeus...

Estefani disse...

Suícidio?! Assassinato?!

Ai..ai... ansiosa já!

Acompanhando.


Beijo lindo.

Dani Brito disse...

Como competente detetive que sou, prometo averiguar este caso!
Quando a vida é tirada, nunca é a hora certa para morrer...

Tiago Moralles disse...

Gostei do comentário BOMBA.

Felipe Carriço disse...

Tic...
Tac...

Renata de Aragão Lopes disse...

Mas não creio em horas erradas.

Mahria disse...

O tempo não existe em horas assim.