Desculpas

Quando ocorreu aqui em São Paulo o incidente no qual, duas obras roubadas (agora já recuperadas) do MASP, citei no PENATES e acusei com eufemismos, ironias e algumas calúnias ao povo brasileiro, disse que nós, num olhar quase geral, não nos importávamos com cultura e que pouco reconhecíamos a arte.

Nessa quinta-feira, 07, na Suíça (primeiro mundo), também foram roubadas duas obras do Centro Cultural, obras essas emprestadas pelo Museu Sprengel. Os dois quadros dessa vez pertencem ao mesmo artista, Pablo Picasso (contorcendo-se no caixão), as obras pictóricas são "Tête de Cheval" (1962) e "Verre et Pichet" (1944), ambas à óleo. Tudo bem que esses tipos de furtos não acontecem com tanta freqüência, o maior roubo no país foi em 1994, onde os ladrões levaram sete obras que foram recuperadas posteriormente.

Por esse motivo, quero deixar aqui, minhas desculpas formais por ter acusado grande parte do povo brasileiro de “desaculturado” e desinteressado, afinal errei dizendo isso, não somos só nós.

4 comentários:

Patrícia disse...

Thiago,
Tudo bem que xingar o povo brasileiro não é uma coisa muito delicada de se fazer.
Mas cá entre nós, que é verdade É!!hehehe. Falta muita cultura aqui nesse país!!



Pra varia o blog está ÓTIMO!! Parabéns.

bjokas!!

Patricia Boccuzzi Ponchio

Tiago Fidelis Moralles disse...

Obrigado, que bom está gostando.
Não tenho em nenhum momento a intenção de menosprezar essa bela e acolhedora nação, mas é que às vezes algumas pessoas forçam né?
E convenhamos, uma crítica construtiva é sempre bem vinda.
Beijos.

Agatha disse...

olha, concordo que os furtos podem acontecer em todos os lugares, que as obras valem milhões e estão na mira dos mais especialistas, etc, etc...

mas pra mim, é um absurdo um museu com o masp não possuir um sistema de segurança decente e não proteger o patrimônio que ali está.

Tiago Fidelis Moralles disse...

Realmente, as vezes parece que as pessoas ou lugares pedem para que aconteça tais atos.
Abraços.