Propaganda com os olhos do consumidor

Criar um conceito, uma campanha, um anúncio, um layout, um texto ou mesmo uma simples frase, não é somente pensar e ser criativo. A diferença se faz na capacidade de viver e sentir o público-alvo, na capacidade de entender os hábitos desse consumidor e na sensibilidade de poder ver com seus olhos.

Grandes nomes se consagraram no meio, justamente por ter esse feeling, algo desejado por muitos e inato de poucos. Não que isso seja impossível ou improvável de se alcançar, mas é mais difícil para aqueles que não querem enxergar. Nizan Guanaes é um bom exemplo de brasileiro que entende brasileiro. Bill Bernbach também é um exemplo. Além de bom entendedor de tendências, Bill foi responsável por grandes (enormes, quero dizer) mudanças nesse cenário.

Falar com o público certo é uma forma objetiva e rentável, mas não tão fácil como parece. A linguagem necessária para esse contato imediato, é proveniente de repertório e, sobretudo quando possível, de conhecimento de causa. Em opinião pessoal, as ações quando são criadas por olhos que têm o poder de ver para esses dois lados, dificilmente sofrem com resultados.

Exemplificando um pouco, coloco esta peça criada pela DPZ para o programa Reclame da Multishow, que com certeza pôde ser criada por alguém que já passou por essa etapa, ou ainda, alguém que convive diariamente com estagiários.
.

.
Outros exemplos são estas peças criadas pela Mohallen Meirelles (referência em redação), falam perfeitamente com o público feminino e usam uma linguagem feita para esse público, o que só uma mulher poderia ter feito (a redatora Luciana Lins), dificilmente um homem conseguiria captar a sutileza da situação para criar um texto assim, que só é alcançado com os olhos do consumidor.
.
.
.

4 comentários:

Andre Sugai disse...

Obrigado pelo link ao ::Tutoriais Photoshop::, bem legal seu blog, sou formado em Publicidade e Propaganda e curti o blog, voltarei mais vezes, abraço!!

Tiago disse...

Não foi nada. Sou apaixonado por redação mas sempre que preciso arriscar alguma coisa de arte passo por lá.
Obrigado pela visita e volte sempre.
Abraço.

ideiasexplosivas disse...

hahaha muito boa a 2ª peça do center norte!

abraços

Tiago disse...

A segunda é boa mesmo, foi a que eu mais gostei.