Microconto #139

A chuva a fez lembrar da infância, não pelo som, mas pela piscina que sua casa virou.

12 comentários:

@philipsouza disse...

qm nao gosta dela ne???

César Mengozzi disse...

Lembranças são sempre bem vindas. O presente as vezes não.

Natalya Nunes disse...

Lembrei de um forró:
♪"Oh chuva, eu peço que caia devagar... Só molhe esse povo de alegria, para nunca mais chorar..."♫

rsrs =P

-------------------------------------
Como sempre, vc transforma coisas tristes do cotidiano em coisas gostosas de se ler.

Tiago F. Moralles disse...

A chuva é mesmo boa Philip, mas só pra lembranças como disse o César.

Felipe A. Carriço disse...

Ainda falando em música como a Natalya, se a chuva fosse de prata, viria em forma de moedas. Pobre só se lasca.

A Moni. disse...

Minha lembrança de chuva na infância não é legal... Morei perto do Tamanduateí...rs

Hoje, no Nordeste, é delícia! Qualquer garoazinha é motivo pra ir pra rua! "Cove chuva...chove sem parar..."

Beijos!

Tiago F. Moralles disse...

Naty, Felipe e Moni.
A galera entrou na onde da música, parece que o microconto despertou outros sentidos também.

Gordinha disse...

Pobre se lasca de qualquer jeito, com ou sem chuva!

E lembrar da falta dela me recordei de uma música da Marisa Monte "Segue o seco", conhece?

Bjs!
=D

A beleza do erro puro do engano da imperfeição disse...

Às vezes chove dentro.

Tiago F. Moralles disse...

Ou de dentro pra fora heim?
Bonito isso Dane.

Lelli Ramz disse...

Uma explosão de sentimentos.. faz chover e regar ainda mais suas futilidades

bjinhus, chuvas e casas

Lelli

Báh disse...

As vezes as lembranças de sua infancia,eram amargas
Mas não hj,a chuva foi otima.