Microconto #217

Entre eles faltavam palavras pra demonstrar o amor. Mesmo assim, formavam um lindo casal de mudos.

20 comentários:

Lara Amaral disse...

Vc é ótimo. Leio-te sempre.

Beijo.

Lila disse...

Um linda casal de atitudes...
bjs

Lila disse...

Em tempo...O homem duplicado..pra mim o melhor de Saramago.
Deleite-se.
Bj, outro...rs

Natalya Nunes disse...

Ownn, que bonitinho, Tii!

O melhor de tudo é que um podia sentir o coração do outro batendo mais forte... e é apenas isso que importa.

Tiago Moralles disse...

Que ponto bonito Naty.
_

Lara, brigado pelo carinho e pela presença, me deixa feliz.
_

Lila, valeu pela dica, levarei isso em consideração. Apesar de gostar muito de Intermitências da Morte e Ensaio.

Estefani disse...

Ti,

E o gestos não contam? Com ou sem palavras são eles que ficam para sempre.

Beijo.

Dani Brito disse...

Já que as palavras não demonstram amor mesmo, é índiferente!
Se todos os casais não falassem, os relacionamentos durariam muuuuuito mais!

Marcelo Mayer disse...

pelo menos não ficavam aos berros

Tiago Moralles disse...

Olha que berra até rolava hehe.
_

Boa Fã, os gestos, importantes.
_

Dani, e como durariam heim.

carolina disse...

sempre achei que a beleza estivesse de fato no silêncio. mas prefiro o barulho, numa tênue linha com a paixão e o caos.

Tiago Moralles disse...

Bom Carol, muito bom.

Blyef disse...

Santa ironia...
UAHUAHUHAUAHUHAUHAUHAUA
Ainda assim o amor prevalece *-*

Yasmin Pinheiro disse...

Seus microcontos são muito bons! verdadeiros fazedores de sorrisos :D

Tiago Moralles disse...

Fazedores de sorrisos, que foda, adorei o elogio.

Yasmin Pinheiro disse...

O mistério é só mais um charme ;)

Luna Sanchez disse...

Delícia!

Rs

ℓυηα

[ joe ] disse...

Tehehe
como você é cheio de graça, vei.

boa semana, guri! mas boa mesmo, com coisas grandes!

Sentilavras disse...

hehehehe... eu tbm ri desse conto fazedor de sorriso! e olha q hj eu tava justamente pensando q não tinha rido de nada ainda. e agora são 20:35!

mas sobre o conto... fiquei pensando como ele explicaria pra ela q ela rouba a coberta de noite e o deixa passando frio. acontece cmg com frequência. meu bofe gripou inclusive... tadinho.

Renata de Aragão Lopes disse...

Serviam-se
de outra linguagem...

Ana Marques disse...

Vou te contar um segredo:

amor é cantado, versado, proseado... exatamente porque não existem palavras para descrevê-lo. é uma loucura, esforço imenso para não ser piegas e tudo que se queria eram rasgar verbos de emoção e rimas ruins. Todos os clichês juntos ainda não traduziram...

talvez amar em silêncio, como dizia Lulu Santos.
Talvez aprender a amar primeiro, e depois cantá-lo por aí...

:)

beijo pra ti!
Ana Marques
http://confrariadostrouxas.blogspot.com
http://escritoserabiscos.blogspot.com