Microconto #218

Aquela pele fina em formato ovalado, fazia dela, um ser deformado, que gerava um fruto, independente do amor ter acabado.

22 comentários:

Blyef disse...

Filho-da-fruta... Comeu, se lambuzou e depois plantou a semente na terrinha molhada dela... Sem saber que ia vingar, se foi para sempre... Deixando ela com a inesperada plantação...

Bruna. disse...

quem manda não se cuidar... :D

Marcelo Mayer disse...

assumo que não entendi nada

Natalya Nunes disse...

Um amor acabou, mas outro nascerá, ainda mais forte...diria que incondicional.

Bjs e ótimo fds, LIIIIIIIIIIIINDO!

Tiago Moralles disse...

Arrependimentos?
Marcelão, acho que os comentários já responderam sua dúvida, abraços.

Estefani disse...

Renascendo o amor eterno através de seu próprio fruto. Sei bem o que é isso.

Beijo Ti. =)

Marcelo Mayer disse...

é... agora sim.
melhor assumir minha indecisão do que fingir que gostou, né?

agora sim gostei... heheh

Tiago Moralles disse...

Total Marcelão, valeu pela sinceridade de sempre.

Dani Brito disse...

E lá se vai mais um filho "sem pai", no mundo!

Bruna. disse...

eu demorei pra entender se falava de uma mulher ou de um ovo. :x

ana. disse...

O fruto está sendo gerado.

Sandra Botelho disse...

Ah...Mais um filho sem pai.
Bjos achocolatados

Luna Sanchez disse...

Frutificar é a lei!

;)

ℓυηα

Anna Beatriz disse...

Adorei :)
beijos!

Tiago Moralles disse...

Meninas, delicada situação, apesar de ser um ovo como disse a Bruna hehe.

Bruna. disse...

eu acertei entãooo!!
haha
:*

Vivian disse...

...ainda bem que restou
o fruto.

bjbj, lindeza!

Yasmin Pinheiro disse...

kkkkkk, novamente, amo seus microcontos.
Ahh, e obrigada pelo comentário, adorei o microbeijo. :D

Ana Paula disse...

Gostei do seu blog. =)
E das suas palavras.

Bruna. disse...

ah, pelo menos a partir do nascimento, hoje ela vai ganhar presente. o/ - se bem que, uma vez que o pai abandonou, e a criança só vai poder pagar os presentes daqui a uns 18 anos... bom, é.. não foi mto lucro... haha

[ rod ] ® disse...

Se fruto fosse igual a amor seria sempre frutífero, doce e mordaz!

Anônimo disse...

bom comeco