Moda ou Merchã?

.

(Ação no Aeroporto Tom Jobim)
.
Desculpem talvez minha ingenuidade, uma porque fiquei sabendo essa semana sobre a grife de roupas da Coca Cola, a Coca-Cola Clothing pertencente ao mesmo grupo da Colcci e da Sommer, e outra por ainda não ter dissolvido essa informação.
.
Seria uma tentativa de “enriquecer” (calma) o portfólio da marca criando um novo segmento, ou nada mais do que uma ação “parasita” (como gosto de chamar), se apropriando de um meio ou segmento para promoção própria?
.
O detalhe é que sua estréia nessa edição do Fashion Rio não agradou muito os presentes justamente por essa dúvida de qual era o seu real interesse, a não ser os atores Globais que ali estavam para aumentar a visibilidade. Fato é que a marca já faz planos mais altos para abrir sua própria loja este ano em algumas metrópoles.
.
Acesse Psicodélico.a e saiba um pouco mais sobre o Fashion Rio (esse aqui é Merchã).

3 comentários:

Nayara Diniz disse...

è a Coca-Cola Clothing, está ai desde 2004, porém sem sau loja propria...
O engraçado é que os fashionistas não gostarem da sua presença, por qeu pode gerar um consumo desenfreado pela nova grife, ai vem a minha critica... Não são feitas mais peças duradouras, não existe um tendencia e sim micro tendencias, os publicos alvos se misturam, mesmo que a Coca tenha tido essa ideia , só para aumentar o seu capital, o que ela tem feito de diferente deles?
Valeu, pelo merchã.

Beijo
Nayara Diniz

Joyce disse...

Oie!
Não sabia que a Coca Cola tinha uma linha de roupas agora, nossa estranho!rs.


Adorei seu blogger!

Bju

Rico disse...

Tiago,

Não poderia deixar de agradecer seu comentário em meu artigo na Casa do Galo e muito menos deixar de comentar seu texto, que por sinal, muito pertinente. Andei acompanhando essa semana o Fashion Rio, superficialmente, e vi muito bafafá sobre a grife da Coca-Cola. Como nossa amiga disse acima, a marca já é comercializada a algum tempo mas nunca com tanto impacto. Acho que a tendência hoje em dia é se aproximar cada vez mais do seu público, e já que a Coca Cola é detentora do maior público do mundo, por que não estar não só na mesa da família como também em qualquer lugar? Eu opto por MODA... A Coca-Cola não precisa desse tipo de Merchan...

Abraços,

Ricardo Chermont